Jardinópolis / SP 21º  Tempestades isoladas  17º

Cresciúma

TRILHOS NO LOCAL: Não

ANO DA CONSTRUÇÃO: 1900

CONSTRUÇÃO: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro

STATUS DO PRÉDIO: Em pé, cercado e fechado, dentro de uma fazenda

A ESTAÇÃO

A estação de Cresciúma fazia parte do extinto ramal de Igarapava, inaugurada no ano de 1900 na fazenda de mesmo nome.

A fazenda Cresciúma era propriedade de João Evangelista Guimarães, inicialmente possuía a extensão de 1500 alqueires, quando no ano de 1899 com a chegada da construção do ramal de Igarapava em Jardinópolis, João doou parte de suas terras para a Mogiana construir a estação, bem como parte da linha que constituiria o futuro ramal.

Os herdeiros de João Evangelista Guimarães venderam a fazenta para a família Pereira Lima no ano de 1929. Após a morte do proprietário, houve o desmembramento da fazenda em quatro ou cinco outras fazendas. Com a divisão, a estação, assim como, a sede original da fazenda Cresciúma, passou a pertencer à fazenda Santa Mônica, originada com a divisão.

A estação manteve-se ativa até a desativação do ramal de Igarapava no ano de 1979, quando no dia 09 de maio passou o último trem pelo ramal, que, após essa data foi substituído pela variante Entroncamento-Amoroso Costa.

Fontes:
Estações Ferroviárias do Brasil (Ralph Mennucci Giesbrecht)
Estações Brasileiras

Galeria

,
Estação de Cresciuma, ainda com trilhos, em 1979 - (José Carlos de Oliveira)
A estação, em 19/01/2002 - (Ralph M. Giesbrecht)
A estação, em 19/01/2002 - (Ralph M. Giesbrecht)
Casa do telégrafo, em 19/01/2002 - (Ralph M. Giesbrecht)
Portas da plataforma da estação, em 19/01/2002 - (Ralph M. Giesbrecht)
Porta da fachada da estação, em 19/01/2002 - (Ralph M. Giesbrecht)